Juiz da Bahia intima Bolsonaro em ação sobre monitoramento de redes

Juiz da Bahia intima Bolsonaro em ação sobre monitoramento de redes
Foto: Adriano Machado/Crusoé

O juiz Dirley da Cunha Júnior, da 16ª Vara Cível da Seção Judiciária da Bahia, intimou Jair Bolsonaro a apresentar, no prazo de 72 horas, documentos sobre o monitoramento de redes sociais de parlamentares e jornalistas.

A ordem é desdobramento de ação movida pelo deputado Jorge Solla, do PT  baiano, que acionou a Justiça após a revista Época revelar o monitoramento, custeado com dinheiro público.

LEIA MAIS na Crusoé.

Leia mais: Crusoé traz os bastidores da disputa de João Doria e Luciano Huck para a eleição de 2022
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 41 comentários
TOPO