Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Juiz manda bloquear R$ 42 mi de pivô do esquema Witzel e de outros 2 investigados

O empresário Mário Peixoto é um dos investigados por supostas fraudes em contratos com entidades ligadas à área de educação do governo do Rio
Juiz manda bloquear R$ 42 mi de pivô do esquema Witzel e de outros 2 investigados
Foto: Reprodução/MPF

O juiz Bruno Bodart, da 10ª Vara da Fazenda Pública do Rio, determinou o bloqueio de 42 milhões de reais do empresário Mário Peixoto, e de outros dois investigados por supostas fraudes em contratos com entidades ligadas à área de educação do governo do Rio, diz a Crusoé.

“Peixoto é apontado como o controlador de empresas que firmaram contratos com a Fundação de Apoio à Escola Técnica e o Centro de Educação à Distância do Rio, ambos dirigidos por Gilson Carlos, que também foi ex-funcionário de Peixoto e velho conhecido dos investigadores por ter participado de outros esquemas ao lado do empresário.”

“Em maio do ano passado, Peixoto chegou a ser preso por supostos desvios na Saúde do Rio. […] Ele é suspeito de atuar de maneira velada pelo Iabas, entidades contratada pelo governo Wilson Witzel para a construção de hospitais de campanha em meio à pandemia que nunca saíram do papel.”

Leia mais aqui. 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO