ACESSE

Juiz recua de quebra de sigilo do advogado de Temer

Telegram

O juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, recuou de sua decisão de quebrar o sigilo bancário do escritório de advocacia de Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, advogado e amigo de Michel Temer.

Segundo O Globo, em seu despacho, datado de 28 de fevereiro, Vallisney diz tomar a decisão após pedido de acesso aos autos feito pela defesa do escritório de Mariz.

“Considerando o pedido de acesso aos autos e possíveis requerimentos posteriores da Advocacia Mariz de Oliveira, tomando a cautela para não tornar a situação irreversível, revogo a decisão que autorizou o compartilhamento de toda documentação/informação/dados colhidos nestes autos” com os órgãos de investigação, escreve o juiz.

Vallisney havia quebrado o sigilo bancário de Mariz em resposta a um pedido do MPF, que investigava o repasse de R$ 300 mil de uma conta do advogado para Lúcio Funaro.

Em áudio divulgado para colegas, o advogado de Temer afirmou ter feito devolução de honorários a Funaro após a rescisão de seu contrato com o doleiro e operador do MDB.

O Congresso mostra seus dentes: o governo Bolsonaro vai levar a mordida? SAIBA MAIS

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 26 comentários