ACESSE

Juiz suspende decisão que tornou Serra réu por lavagem de dinheiro nas obras do Rodoanel

Telegram

O juiz Diego Moreira, da 6ª Vara Federal Criminal de São Paulo, suspendeu sua decisão que tornou o senador José Serra e filha dele, Verônica, réus por lavagem de dinheiro. Em despacho de hoje, o magistrado justificou que, “por cautela”, vai seguir decisão de ontem do ministro Dias Toffoli, que travou os inquéritos que correm contra o senador em primeira instância.

Na decisão de hoje, o juiz disse que, embora Toffoli não tenha deixado claro se sua decisão sobre o caso atingia a ação penal ou não, “por cautela entendo que a presente ação penal deve ser suspensa até nova ordem do Supremo Tribunal Federal”.

Ontem, Toffoli suspendeu as investigações que corriam contra Serra na Justiça Federal de São Paulo. Atendendo a pedido da defesa do senador, o ministro disse que os mandados de busca e apreensão determinados pelo juiz federais eram amplos demais e poderiam afetar o exercício do mandato pelo senador – e só o Supremo pode determinar medidas do tipo.

A decisão que tornou Serra e a filha réus também foi tomada ontem, mas depois da decisão de Toffoli. Como o juiz não tinha sido intimado da liminar do presidente do STF, recebeu a denúncia. Hoje, depois de intimado, voltou atrás e suspendeu a decisão.

A decisão de Toffoli foi tomada antes do recebimento da denúncia, por isso o ministro só se refere ao inquérito. E por isso o juiz diz que Toffoli não fez menção à ação penal, já que inquéritos só viram ações penais depois do recebimento da denúncia pela Justiça.

Serra e a filha são acusados de lavagem de dinheiro de um esquema de corrupção para favorecer a Odebrecht nas obras do Rodoanel. Segundo as investigações da Lava Jato, o senador, que na época dos fatos era governador de São Paulo, recebeu R$ 4,5 milhões da empreiteira em contas na Suíça operadas por sua filha.

Leia mais: Foro privilegiado: o STF dividido de novo

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 41 comentários