Juíza condenada no caso Friboi

A Folha informa que a juíza federal Maria Cristina de Luca Barongeno, da 23ª Vara Cível de São Paulo, foi condenada a seis anos e oito meses de prisão e pagamento de multa, além da perda do cargo, por corrupção.

Ela desviava ações contra empresas para sua vara, a fim defavorecer companhias com dívidas milionárias com a Previdência e a Receita.

Entre as favorecidas estaria a Friboi, que tinha como advogado Joaquim Barongeno, pai de Maria Cristina.

Faça o primeiro comentário