Juíza da Bahia cobra manifestação do governo sobre contingenciamento na educação

A juíza Renata Almeida de Moura Isaac, da 7ª Vara Cível da Bahia, determinou o prazo de 5 dias para que o governo federal explique o contingenciamento na educação.

O despacho, publicado ontem à noite, é no âmbito de uma ação popular protocolada por Randolfe Rodrigues (Rede).

O partido do senador também acionou o STF por meio de ações que estão sendo relatadas pelos ministros Marco Aurélio e Celso de Mello.

Comentários

  • Péricles -

    Essa DD. juíza, devia aproveitar o carreto e examinar o governo do estado da Bahia, já que ela está lá.

  • gilberto -

    A continua assim, logo logo um espirro ou um peido do presidente terá de ser explicado para algum juiz. Juíza cobrar explicações sobre contingenciamento previsto em lei é de roer a unha.

  • Massaaki -

    Mal chegou, já irá embora.

Ler 68 comentários