ACESSE

Com atraso, juíza proíbe celebração de 1964 nos quartéis

Telegram

A Justiça Federal do Distrito Federal deu ordem para suspender os atos em comemoração ao golpe militar de 1964.

A decisão foi assinada às 17h31 pela juíza Ivani da Luz, da 6ª Vara Federal de Brasília. Pela manhã, a ordem do dia aprovada por Jair Bolsonaro foi lida no Comando Militar do Planalto, em Brasília.

Ivani concedeu liminar requerida pela Defensoria Pública da União. Segundo a juíza, a administração pública não deve estabelecer celebração de data sem previsão expressa em lei, previamente debatida e aprovada pelo Congresso.

Rodrigo Maia, exclusivo: "Claro que vai ter reforma." CONFIRA

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 215 comentários