Juízes dizem que revisão da prisão preventiva cabem aos tribunais superiores

Juízes dizem que revisão da prisão preventiva cabem aos tribunais superiores
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O Fórum Nacional de Juízes Criminais (Fonajuc) divulgou uma nota para dizer que a atuação do juiz de primeiro grau para manter decretada uma prisão preventiva se encerra, conforme o artigo 316 do Código de Processo Penal, no momento em que a sentença é proferida.

“Prisão preventiva pode ser decretada antes da sentença. E ela pode ser mantida na sentença quando há condenação. A revisão a cada 90 dias, conforme o artigo 316 do CPP, é de responsabilidade do juiz de primeira instância somente até a data da sentença. Após isso, caberá aos Tribunais, STJ e STF a revisão da preventiva decretada na sentença, vez que já estará encerrada a jurisdição do juiz de primeiro grau”, diz o texto, assinado pela presidente da entidade, Rogéria Epaminondas.

Mais lidas
  1. PDT acusa Bolsonaro de peculato por compra de leite condensado

  2. O Pazuello da Economia

  3. ENTREVISTA: Wilson Lima diz que Pazuello ajuda a 'agilizar demandas', mas que 'ainda falta oxigênio'

  4. O bolsonarista Eduardo Cunha

  5. Sobra leite condensado, falta transparência do governo

Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 9 comentários
TOPO