Juízes e procuradores contra a reforma da Previdência e a favor do auxílio-moradia

Telegram

Em entrevista coletiva nesta manhã, líderes de entidades que representam juízes e magistrados avisaram que amanhã — quando começa o ano no Judiciário — vão ao STF entregar uma carta a Cármen Lúcia com as reivindicações das duas categorias. À tarde, farão um ato na Câmara.

Eles são contra a reforma da Previdência — principalmente em razão da perda da integralidade e da paridade das pensões — e a favor do auxílio-moradia — “benefício previsto na Constituição como um direito”.

“É lamentável que o governo use a propaganda oficial para achincalhar o servidor público”, disse o juiz Guilherme Feliciano, presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra).

Comentários

  • jairo -

    Puxando as brasas para as sardinhas deles, e como chegaram rápido né, protocolo a pé.

  • ADALBERTO -

    Lula se danou. Os representantes de juízes e procuradores reagiram hoje aos ataques dele contra o Judiciário. José Robalinho Cavalcanti disse que “atacar a Justiça é atacar também a democracia”. Será que são também favoráveis a imoral manutenção da aposentadoria de seus corruptos?

  • Rodrigo -

    Bando de parasitas, loucos por uma boquinha, por uma sinecura, por um privilegiozinho. A constituição não é a Bíblia, ela pode e deve ser revista, para eliminar essas aberrações que sobrecarregam o trabalhador da iniciativa privada, que sustenta esse lixo todo sem obter nada em troca.

Ler 89 comentários