ACESSE

Juízes e procuradores contra a reforma da Previdência e a favor do auxílio-moradia

Telegram

Em entrevista coletiva nesta manhã, líderes de entidades que representam juízes e magistrados avisaram que amanhã — quando começa o ano no Judiciário — vão ao STF entregar uma carta a Cármen Lúcia com as reivindicações das duas categorias. À tarde, farão um ato na Câmara.

Eles são contra a reforma da Previdência — principalmente em razão da perda da integralidade e da paridade das pensões — e a favor do auxílio-moradia — “benefício previsto na Constituição como um direito”.

“É lamentável que o governo use a propaganda oficial para achincalhar o servidor público”, disse o juiz Guilherme Feliciano, presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra).

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 89 comentários