Juízes x advogados da União

A polêmica envolvendo o auxílio-moradia de juízes tem seu lado positivo. A Ajufe resolveu atacar os honorários extras de advogados e procuradores da União.

Em 2017, eles receberam mais de R$ 280 milhões. Em média, cada integrante da AGU embolsou R$ 4 mil por mês a mais no contracheque – os valores não entram no cálculo do teto do funcionalismo.

Segundo a Folha, a Ajufe vai levar os dados à Comissão Especial do Extrateto, do Senado, que discute proposta para limitar ganhos dos servidores ao máximo estabelecido por lei.

Antes de 2016, os honorários de sucumbência, pagos pelas partes que perderam ações contra a União, ficavam com a União. Agora, vão para um fundo para serem divididos entre os integrantes do órgão.

“Estão visando apenas os vencimentos da magistratura e esquecendo os de outras carreiras. Os honorários públicos são um extrateto. É dinheiro que deveria ser direcionado aos cofres públicos. Por que não se discute isso?”, questiona Roberto Veloso, presidente da Ajufe.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Antagonistas, porque vocês não vão atrás dos privilégios do Ministério Público. São muito maiores que da magistratura. É infinitamente maiores que da AGU. Honorários, verba de sucesso pode ser privilégio. Parece instrumento de eficiência. Fica a dica, pesquise simetria constitucional Ministério Público x magistratura. Ai vocês vão ver a pouca vergonha do Ministério Público, e o quanto são sangues sugas os Juízes do Brasil.

    1. Errado, Rafael. O MP e a Magistratura fazem ‘dobradinha’ nas criações de eventuais auxílios p/ inflar suas respectivas remunerações…Digo – os MPs e Tribunais estaduais, pois estes alegam até ‘simetria’ nas verbas indenizatórias… rs E digo mais – como os Tribunais têm a maior parte do ‘duodécimo’ , estes quando vão pagar alguma verba em caráter retroativo (como eles gostam) pagam de “bolada” , já o MP quando reivindica o mesmo direito (já que é dobradinha) normalmente pagam em várias parcelas… Tanto é que NENHUM MP (pelo que eu saiba, ou que vazou na imprensa) chega a pagar no contracheque algo em torno de 500mil reais, vide: Juiz do Mato-Grosso. Por isso, a “toga” se destaca tanto no volume das remunerações..Mas,de fato, o MP é guloso pq mts vezes parte do MP a criação dos auxílios

Ler mais 91 comentários
  1. Antagonistas, porque vocês não vão atrás dos privilégios do Ministério Público. São muito maiores que da magistratura. É infinitamente maiores que da AGU. Honorários, verba de sucesso pode ser privilégio. Parece instrumento de eficiência. Fica a dica, pesquise simetria constitucional Ministério Público x magistratura. Ai vocês vão ver a pouca vergonha do Ministério Público, e o quanto são sangues sugas os Juízes do Brasil.

    1. Errado, Rafael. O MP e a Magistratura fazem ‘dobradinha’ nas criações de eventuais auxílios p/ inflar suas respectivas remunerações…Digo – os MPs e Tribunais estaduais, pois estes alegam até ‘simetria’ nas verbas indenizatórias… rs E digo mais – como os Tribunais têm a maior parte do ‘duodécimo’ , estes quando vão pagar alguma verba em caráter retroativo (como eles gostam) pagam de “bolada” , já o MP quando reivindica o mesmo direito (já que é dobradinha) normalmente pagam em várias parcelas… Tanto é que NENHUM MP (pelo que eu saiba, ou que vazou na imprensa) chega a pagar no contracheque algo em torno de 500mil reais, vide: Juiz do Mato-Grosso. Por isso, a “toga” se destaca tanto no volume das remunerações..Mas,de fato, o MP é guloso pq mts vezes parte do MP a criação dos auxílios

  2. Senhores juízes dessa discursão, queria muito saber porque o processo 0005902-60.2014.4.01.3400 originado do processo 1997.34.00.022863-8, ambos da justiça federal de Brasília; que discutiram o índice 28,86% até hoje não terminou. 30 anos depois e meu pai morreu sem conseguir ver uma solução para o caso. Isso é prestação jurisdicional. Entendam de uma vez por todas, vcs são SERVIDORES PÚBLICOS. Devem servir ao público, a sociedade, que é o seu patrão. Se comportam como se não prestassem contas a ninguém. Onde está a resposta?????????? Falem

  3. Nenhum desses canalhas que mamam o famigerado auxílio-moradia tem moral para prender, denunciar ou julgar ninguém.
    Eu trabalho no Tribunal de Justiça aqui do DF. Todos os juízes e promotores que conheço moram em mansões no Lago Sul e têm vários apartamentos alugados na asa sul e asa norte.
    Todo mês recebem uma folha suplementar que ninguém fica sabendo a origem…

  4. Não adianta insistir que se trata de verba privada. Está na lei e nos cálculos disponíveis para consulta. 95% dos chamados honorários são verba pública sim. A mágica para disfarçar a sua origem foi feita no art. 30, inciso II da Lei 13.327/2016, que incluiu nos ditos honorários até 75% do produto do encargo legal de juros, que é acrescido aos débitos inscritos na dívida ativa da União. Receita da União. Há dano ao erário, pois não é verba privada. É verba pública.

    1. A AGU teve aumento menor comparativamente às demais carreiras como compensação pelos honorários. Vide aumento dos delegados de polícia, por exemplo.

  5. Que nojo desses juízes. Querem comparar uma verba privada como os honorários (não sai dos cofres públicos, mas sim das partes perdedoras) com o imoral auxílio-moradia. A farra da toga tem que acabar! Fim das férias de 60 dias também, adicional de substituição etc. Estamos de olho em vossas excrescências!

  6. Não basta receberem supersalários: ainda são alcaguetes, dedos-duros. Se há algo de positivo que o ataque dessa associação nos traz é mostrar com quem estamos lidando. Como se já não bastasse o serviço prestado por suas excelências, onde uma ação leva uma eternidade pra acabar e onde politicos corruptos passam o Natal impunes.
    Não acho que a reportagem acerta ao concluir (sem argumentar), que os honorários são ruins, sugerindo ser uma mordomia. Até onde sei honorários são um direito. E um advogado trabalha melhor quando vê a chance de receber um incentivo. No final, quem ganha é a sociedade. Onde isso é negativo?
    Já os juízes, com ou sem tesão, vão continuar nos dando o que? A mesma porcaria de serviço!!!
    Na boa: se os juízes são contra, então os honorários são bons pra sociedade.

  7. Histórico vai ser o dia que:
    A imprensa deixar de publicar essas notinhas plantadas dessas pseudo representantes de grupos;
    Os advogados públicos deixarem de defender o governo e passarem a defender o Estado
    Os juízes abrirem mão de seus privilégios de 1000 anos atrás como 60 dias de férias, carro oficial… e passarem a se comportar como gente do povo.
    Cambada de sanguessuga. E o povo ó

  8. Remuneração no serviço público tem que seguir a lógica da iniciativa privada. Parte se deve ao sucesso do patrão. Se o patrão ganha o empregado ganha também. Senão vira essa lógica petista nefasta de igualar todo mundo. Tem que ter meritocracia. Só aumenta o salário se proporcionar ganhos ao empregador. O que eu não entendo é como o cara pode ganhar auxílio moradia se ele já tem apartamento próprio.

  9. Eu fico me perguntando sobre esses penduricalhos na iniciativa pública e privada. Porque o empresário tem que pagar FGTS? Isso não existe em outros países. Isso não é garantia de emprego. A previdência tá falida porque os governos não sabem gerir. E a conta tá sempre com a classe média.

  10. Nenhum desses canalhas que comem o famigerado auxílio-moradia tem moral para prender, denunciar ou julgar ninguém.
    Eu trabalho no Tribunal de Justiça aqui do DF. Todos os juízes e promotores que conheço moram em mansões no Lago Sul e têm vários apartamentos alugados na asa sul e asa norte.
    Todo mês recebem uma folha suplementar que ninguém fica sabendo a origem…

  11. Cacildis!!!!!
    Lia disse: 26 de dezembro de 2017 às 11:46
    A verdade sempre omitida: 95% dos valores pagos aos advogados públicos são verba pública. Somente cerca de 5% decorrem de honorários de sucumbência. A mágica foi feita no art. 30, inciso II da Lei 13.327/2016, que incluiu nos ditos honorários até 75% do produto do encargo legal de juros, acrescido aos débitos inscritos na dívida ativa da União. Há dano ao erário, pois não é verba privada.

  12. É tudo uma vergonha, só, pelo jeito os doutos bacharéis em Direito se valem da máxima, farinha pouca meu pirão primeiro, eles trabalharam muito bem na constituinte de 1988, vejam so as mordomias conseguidas a essa categoria no serviço publico, o que os demais servidores nao alcançaram, é imoral, alias e a cara do Brasil de LuLLa

    1. Basta cumprir o que esta na constituição, nenhum servidor poderá receber mais do que o presidente da republica e ponto, seja ele do executivo, judiciário ou legislativo

  13. O advogado público ganha dinheiro público para trabalhar. Igual advogado empregado de empresa privada ganha dinheiro da Empresa. O que a parte contrária paga de sucumbência deve servir deve servir para o patrão (público ou privado) compensar os gastos com pessoal e estrutura. SEM HONORÁRIOS AO PROFISSIONAL

    1. Claramente, vc não sabe nada de direito processual. Os honorários sucumbenciais pertencem ao advogado vencedor. Caso a parte queira o ressarcimento dos honorários estipulados com o advogado, ele deve pedir em juízo.

  14. Honorarios advocaticios pagos mediante renuncia de receita a quem já é remunerado por subsídio.. flagrantemente inconstitucional. Que caiam os honorarios advocatícios, quintos dos servidores e o AM dos magistrados

  15. Os advogados da União estão apavorados que o assunto “honorários de sucumbência” entre sob o escrutínio da sociedade. A modelagem foi mal feita, de modo que é possível que em breve essa verba apresente valores absurdos e injustificados.

  16. Que raio de argumento é esse? O Judiciário quer justificar seus ganhos inconstitucionais acima do teto alegando que há outras categorias que também não respeitam o teto? Isso lá ê argumento valido? É como aquele aluno que é pego colando, mas nao quer ser punido alegando que ele não é o unico que está colando?

  17. Além de tudo é imoral, pra não dizer ilegal. O Parecer AGU Nº GQ-24 de 09 de agosto de 1994, PROÍBE o recebimento dos honorários tendo em vista que tais servidores já são remunerados pelo Estado (a vedação tá na CF/88). Mas nessa joça vale tudo mesmo…

    1. Honorários para advogados públicos está previsto no Novo CPC. O STF já julgou constitucional os honorários para advogados públicos. O comentarista acima está muito desatualizado e acaba falando bobagem.

  18. Alguém tem de dizer: querem discutir benefícios (ou “privilégios”)? Então que tal começar pelas férias anuais de 60 dias dos magistrados, cada uma delas com acréscimo de 1/3 do salário? Acho que esse é, ao lado do auxílio-moradia, o mais imoral dos benefícios.

  19. A verdade sempre omitida: 95% dos valores pagos aos advogados públicos são verba pública. Somente cerca de 5% decorrem de honorários de sucumbência. A mágica foi feita no art. 30, inciso II da Lei 13.327/2016, que incluiu nos ditos honorários até 75% do produto do encargo legal de juros, acrescido aos débitos inscritos na dívida ativa da União. Há dano ao erário, pois não é verba privada.

  20. Todo advogado recebe honorários advocatícios nas ações em que se torna vencedor. Esse dinheiro é pago pela parte adversária. Ou seja, nem um centavo desse montante sai dos cofres públicos. Não faz sentido algum manter este valor com o Ente Federativo.

    1. Art 30, inciso II da Lei 13.327/16 – foi incluída verba pública, que representa cerca de 95% do valor pago. A questão da verba pública “transformada” em privada cedo ou tarde será conhecida por todos, inclusive pelos órgãos de controle.

  21. Segundo pesquisa do Estadão Dados, um terço dos juízes estaduais tem vencimentos líquidos superiores ao teto. A remuneração nacional média desse grupo é de R$ 42,5 mil. Em Rondônia, a média é de R$ 68,8 mil. No topo da lista, um magistrado desse Estado recebeu recentemente R$ 227 mil no contracheque.
    .
    O ex-presidente do STF Carlos Ayres Britto, profundo conhecedor das artimanhas dos magistrados para burlar as limitações impostas pela Constituição que juraram cumprir. “À medida que há claraboias nesse teto, perde-se a noção dos custos do Judiciário”.
    .
    A farra dos penduricalhos no Judiciário chegou a tal ponto que até juízes aposentados entraram com ações reivindicando, em nome do princípio da isonomia, os mesmos “direitos” dos magistrados da ativa.

  22. Briga de salarios absurdos, na minha cidade funcionarios publicos desse tipo moram em mansoes e andam em carros bem caros, enquanto a inciativa privada so aumenta suas dividas! Farra com dinheiro publico! por mim cortava todas a mordomias e pagava um salario real a esses mimadinhos do estado. Valores estao invertidos

  23. Nem no Natal de Cristo o PT
    e Petismo dão trégua ao ódio a mídia,
    ao jornalismo e ao jornal.
    .
    O excelente, talentoso e culto William Bonner,
    jornalista da Rede Globo,
 é odiado a anos por lula,
    dilma
    e pelo PT.

    .
    Já percebeu isso?
 Em blogs. Pela internet.

    Em passeatas.
    Em banner.
    Em frases.
    Em adesivo.
    Em Carnaval de blocos. Nos papos de bar…

    Repare e observe e preste atenção.
    .
    Na troca do “O” da palavra “golpista” pelo “globo estilizado”
    da empresa Rede Globo de Jornalismo.

    Qual é o porquê?

  24. Essas notícias que os repórteres dão sem conhecimento das leis e carreiras do Executivo e Judiciário são sempre complicadas.O Executivo sempre ganha menos que o Judiciário.Como recebem subsídio e não salário (nos dois casos ,juízes e advogados da União) não podem receber penduricalhos,mas só auxílios.Por exemplo se você for viajar pra União, o Executivo ganha 200,00 reais por dia (não paga um bom hotel) e o Judiciário em torno de 500,00 e mais várias outras coisas.Comparar uma carreira com outra simplesmente não é o jeito certo de jornalismo.E cá entre nós,não é o recebimento dos servidores públicos federais que quebrou o pais.E sempre lembrando,cada Estado tem seu estatuto de pagamento aos seus servidores de uma forma,então não ponham todos funcionários públicos no mesmo saco.

  25. A comparação é infeliz sob varios aspectos, a começar pela fonte do pagamento: recurso público (auxilio moradia) e recurso privado (honorário de sucumbência ), o que torna o argumento da Ajufe pífio.

    Para que possa existir a comparação com arrimo em honestidade intelectual, que tal os magistrados convencerem a sociedade a pagar o auxílio moradia diretamente a eles, como os são os honorários advocatícios dos Procuradores Públicos?

    Quando leio sustentações infelizes como essa sempre me lembro de uma citação célebre de Abraham Lincoln: “As vezes é melhor ficar calado e deixar que pensem que você é um idiota, do que abrir a boca e acabar com a dúvida”.

  26. Com base em informações atualizadas enviadas ao CNJ sobre os vencimentos de cada um de seus magistrados, o Estadão Dados constatou que, no período entre janeiro e novembro de 2017, esses penduricalhos custaram R$ 890 milhões aos cofres públicos.
    .
    Descobriu, igualmente, que os penduricalhos pagos aos 14 mil magistrados dos Tribunais de Justiça representam, em média, 30% de seu salário básico. Descobriu, ainda, que três em cada quatro juízes estaduais recebem auxílio-moradia, independentemente da cidade onde trabalham e do fato de possuírem ou não residência própria.

    1. Pela pesquisa do Estadão Dados, um terço dos juízes estaduais tem vencimentos líquidos superiores ao teto. A remuneração nacional média desse grupo é de R$ 42,5 mil. Em Rondônia, a média é de R$ 68,8 mil. No topo da lista, um magistrado desse Estado recebeu recentemente R$ 227 mil no contracheque.
      .
      O ex-presidente do STF Carlos Ayres Britto, profundo conhecedor das artimanhas dos magistrados para burlar as limitações impostas pela Constituição que juraram cumprir. “À medida que há claraboias nesse teto, perde-se a noção dos custos do Judiciário”.
      .
      A farra dos penduricalhos no Judiciário chegou a tal ponto que até juízes aposentados entraram com ações reivindicando, em nome do princípio da isonomia, os mesmos “direitos” dos magistrados da ativa.

  27. Façamos um trato. Somamos todos os vencimentos de um AGU e de um juiz e cortarmos tudo que estiver acima do teto. Pergunte se a AJUFE aceita. Como membro da AGU não veria problema. Menos de 1% dos membros da AGU (apenas os comissionados) ganham acima do teto e terão salários diminuídos. Enquanto isso, mais de 90% dos membros do judiciário terão cortes de salários. Boa parte deles ganha mais do dobro do teto do funcionalismo.

  28. Os honorários advocatícios dos advogados públicos, somados aos vencimentos da categoria mais alta da carreira, NUNCA excederam o teto constitucional. Na verdade, na última negociação salarial, o subsídio da AGU, que era superior ao da PF, recebeu aumento inferior para que a diferença fosse paga na forma de honorários. Basta olhar que salário atual de um delegado da PF é superior a de um procurador da fazenda nacional, que recebe a diferença na forma de honorários. Enquanto isso os desembargadores de vários tribunais recebem mais de 60 mil reais líquidos e 90% dos juízes recebem acima do teto constitucional. Um juiz recebe em média o dobro do que recebe um advogado público. A hipocrisia da AJUFE é sensacional.

  29. Por incrível que pareça os malas do legislativo trabalharam mais esse ano do que os malas do judiciário, bem que essa quadrilha do congresso, e o Temer poderiam fazer uma reforma de verdade e acabar com esses privilégios em todas as esferas, principalmente nesse Judiciário mais caro e preguiçoso do planeta, que trabalham poucos meses no ano e vivem na luxúria com dinheiro do povo, nós pagamos até o nascimento dos seus filhinhos em maternidade de luxo, escolas de luxo, casa de luxo, P Q P vão todos pro inferno. Por isso Lula tamo junto, contamos com você para xingar essa corja do judiciário.

    1. bem menos
      juizes, trbalhadores publicos federais são imprescindíveis Claúdio, o valores pagos como auxilio moradia, que é vergonhoso e nào deveriam receber, mas não se compara com o CRIME de Corrupção, enriquecimento ilicito, venda de MP,petrobràs, eletrobràs, correios, quebra da bancoop, do trabakhasdor. se tá junto vc é conivente ou criminoso também…vc tava junto nessas falcatruas?
      vc tem milhões vc tem seu nome citado em 85 delações? ou só é burro?.

  30. A INTERNET DEMOCRATIZOU A INFORMAÇÃO. ANTIGAMENTE, SÓ A MINORIA QUE LÊ JORNAIS FICARIA SABENDO DISTO! JUÍZES BRASILEIROS SÃO PRIVILEGIADOS OU NÃO?

    Salários de juízes no Brasil superam os dos Estados Unidos e da Inglaterra

    Mais detalhes aqui goo.gl/QMl1ck

  31. ***
    Os ocupantes das instituições públicas estão primando, faz tempo, pelo principio da imoralidade na administração pública.
    Para acabar com isso, nossa fogueira vai ter que ser grande.
    ***

  32. Tudo papo furado, que acabem com o auxílio-moradia a maior imoralidade da atualidade e que extingam honorários para AGU, pois o dinheiro tem de ir para os cofres públicos, a sociedade agradece e ninguém fica chateado.

    1. Os honorários pagos aos advogados públicos não é verba privada, como os beneficiários alegam. Cerca de 95% do que recebem é verba pública, acréscimo legal de juros sobre a dívida da União. A mágica foi feita pela Lei 13.327/16, art 30, inciso II que “transformou” verba pública em honorários. Esse dano ao erário está sendo disfarçado como se fosse verba privada, o que não é.

  33. ESCANCARADO, ASSIM, mais uma MÃO GRANDE que METE A MÃO nos RECURSOS dos 52 MILHÕES que vivem ABAIXO DA LINHA DA POBREZA.
    .
    E a solução é fácil e existe: TRIBUTE-SE com o IRRF à alíquota de 99% na tabela progressiva, TODOS os VALORES QUE EXCEDEREM ao LIMITE CONSTITUCIONAL.
    .
    No ‘Brasil Normal’ as empresas privadas seriam autorizadas (aliás, isto já existe e a Lei da Terceirização ampliou) a pagar os salários baseados na meritocracia, competência e dentro dos padrões de mercado nacional e internacional, celebrando contratos complementares (de serviços p. ex.), para o que exceder o que cairia na alíquota de 99%.
    .
    Nas Estatais, esses contratos só poderiam ser celebrados com autorização do TCU.
    FIM DE PAPO; RESOLVIDA A QUESTÃO.

    1. Sobre a primeira proposta. Se não entrarem com uma medida judicial, dizendo que essa taxação teria caráter de confisco (o que é contra a CF); a tributação poderia ser contornada aumentando a remuneração, que está na órbita de Marte, para a órbita de Plutão.

  34. .
    ESCANCARADO, ASSIM, mais uma MÃO GRANDE que METE A MÃO nos RECURSOS dos 52 MILHÕES que vivem ABAIXO DA LINHA DA POBREZA.
    .
    E a solução é fácil e existe: TRIBUTE-SE com o IRRF à alíquota de 99% na tabela progressiva, TODOS os VALORES QUE EXCEDEREM ao LIMITE CONSTITUCIONAL.
    .
    No ‘Brasil Normal’ as empresas privadas seriam autorizadas (aliás, isto já existe e a Lei da Terceirização ampliou) a pagar os salários baseados na meritocracia, competência e dentro dos padrões de mercado nacional e internacional, celebrando contratos complementares (de serviços p. ex.), para o que exceder o que cairia na alíquota de 99%.
    .
    Nas Estatais, esses contratos só poderiam ser celebrados com autorização do TCU.
    FIM DE PAPO; RESOLVIDA A QUESTÃO.

  35. O que muitos desconhecem é que a maior parte dos ditos honorários de sucumbência são encargos legais, ou seja, a União está repassando os juros incidentes sobre os tributos e contribuições recebidos, a própria arrecadação federal, que não tem nada a ver com honorários de sucumbência. Isto é muito bem escondido pelos beneficiários da distribuição dessa verba pública, mas a mágica está na lei 13.327/16, no artigo 30, II: Os honorários advocatícios de sucumbência incluem:

    I – o total do produto dos honorários de sucumbência recebidos nas ações judiciais em que forem parte a União, as autarquias e as fundações públicas federais;
    II – até 75% (setenta e cinco por cento) do produto do encargo legal acrescido aos débitos inscritos na dívida ativa da União,

    1. Desconhecimento total de finanças públicas. Nao5incidem juros ou qualquer valor sobre os encargos legais, que substituem os honorários advocatícios nas execuções fiscais, conforme jurisprudência consolidada e sumulada. Balela. Só recebe se trabalha bem. Sistema meritocrático e que já funcionou há muito tempo com sucesso. Invejinha boba

  36. Corja de malandros e quando se reunem para tentar defender roubo caracteriza Organização Criminosa, ORCRIM para surrupiar dinheiro do povo, esse roubo de nome auxilio moradia em 2 anos já roubou do dinheiro público mais de 4,5 bilhões valor superior ao que o país investe em saúde, por isso o povo morre nos corredores dos hospitais públicos por falta de atendimento. Cadê os juizecos e promotorzinhos aparecidos das redes sociais? Depois os metidos a educados vivem criticando a bolsa família dos pobres que não tem acesso a educação e saúde e usam esse dinheiro apenas para comprar o arroz e feijão, cadê os movimentos das Universidades, Artistas e metidos a intelectuais? Bando de lixo que vive com o dinheiro do povo.

  37. A VERDADE É QUE TRABALHAMOS PARA PAGAR LEGISLATIVO, EXECUTIVO E JUDICIÁRIO E SEUS INFINITOS DEPENDENTES!
    O RETORNO QUE TEMOS É INVERSAMENTE PROPORCIONAL!
    ESTOU CAINDO FORA DO BRASIL! CHEGA DE SER MULA DE CARGA PARA ESSE POVO QUE VIVE NUMA FANTASIA!

    1. Infelizmente essa é a melhor opção para os que tem um mínimo de bom senso e qualificação.

      Passamos por uma crise brutal e, ao invés de aproveitarmos esse momento para corrigir injustiças e distorções, ficamos patinando e perdendo mais uma vez o bonde da história.

      Com uma imensa população de ignorantes e acomodados a tendência é que o Brasil vire um imenso Haiti ou Venezuela.

  38. Corta tudo! Tire todas as regalias.
    Funcionário público não pode ser rico, pois eles não produzem. São parasitas!!!
    Tem que se mudar a mentalidade no Brasil.
    Servidor público tem que ganhar o mínimo do necessário e só. Quer ser rico? Vai pra iniciativa privada filhão! Entre no mercado e vença sem regalias estatais, pombas!

    1. E só atraia os incompetentes para o serviço público. Você terá um semi letrado dizendo quais são os réus direitos.
      Funcionários públicos pobres só favorecem os interesses das classes ricas.

  39. Os impostos cada vez maiores, pois TUDO que entra no “cofre” do Estado é distribuído na mesma hora aos “donos do poder”. Judiciário em primeiro! Eles moram lá na “Ilha da Fantasia” e vivem fazendo pressão no legislativo e também no executivo. É óbvio que “pagar muito bem” aos magistrados não garante a mínima eficiência, pois não há RESPONSABILIDADE. Veja o acúmulo dos processos e dizem que trabalha demais! Tem de se fixar um salário fixo e pronto. No resto do mundo é assim. O nosso judiciário é o mais caro (e ineficiente) do MUNDO!

  40. Quem paga honorários sucumbenciais não é o povo, e sim aquele que perde ação na justiça. Visa, inclusive, fazer com que o devedor honre seus compromissos.
    É pornografica essa comparação, e a falta de melhor esclarecimento pelo Antagonista.

    1. Caro Tiko
      Honorário de sucumbência pertence à parte vencedora e não a seu advogado. No caso dos procuradores de Justiça a parte é o Estado e a receita a ele pertence. Dinheiro público não é apenas a despesa pública. A receita pública também é recurso público.

    2. Uai usa o serviço público e sua estrutura para pegar dinheiro e colocar no bolso é pior ainda, isso é roubo, esse dinneiro deve ir para a educação, saúde e segurança, o resto é balela, mimi e xurumelas

  41. Roberto Veloso está correto quanto a essa imoralidade dos honorários de sucumbência. Mas neste caso toda a advocacia está errada. A sucumbência é devida pela parte perdedora para que a parte vencedora se ressarça do que já pagou para seu advogado. Não é um prêmio ao advogado vencedor, mas acabou se transformando nisso. Advogado nenhum deveria trabalhar sob risco, recebendo apenas se ganhar a causa, mas também não tem sentido ganhar em dobro pelas vitórias.Agora, advogados da União, que não custeiam os escritórios onde trabalham, quando recebeem sucumbência é a distorção elevada à categoria de vantagem indevida.
    Roberto Veloso ao chamar a atenção para este ganho extra quer apenas somar forças para manter os seus penduricalhos.

    1. A maior distorção é que transformaram em honorários encargo legal da dívida tributária 75% dos juros pagos pelos contribuintes devedores – que não tem nada a ver com desempenho. Lei 13.327/2016, art 30, II. Vergonha!

  42. Srs. Antagonistas,

    Por favor, esta informação da AJUFE precisa ser DESMENTIDA!
    .
    Sou Procurador da Fazenda Nacional e afirmo que os honorários respeitam o teto.
    .
    Com o pagamento dos subsídios + honorários a quase totalidade dos advogados da União ficam longe de atingirem o teto do funcionalismo.
    .
    Talvez alguns membros da carreira que ocupam cargos em comissão e recebem DAS (adicional pela função de chefia) cheguem ao teto.
    .
    A mentira plantada pela AJUFE é diversionista e tem por objetivo tirar os vencimentos da magistratura do foco, que engloba valores muito acima do teto por diversas outras fontes excluindo o próprio auxílio moradia (por exemplo, adicional por substituições, férias de 60 dias, auxílio escolar, paletó… totalizando muitas vezes mais de R$ 70 mil).

    1. Estão porque a AGU esconde os contra-cheques? Tem que mostrar. Além do mais essa verba de sucumbência, dentro do teto ou não, deve retornar para os cofres públicos.

  43. Por aqui o estamento estatal é dono do pais… entulho comunista.. temos que derrubar todo entulho vermelho e comunista.. direitos iguais para todos.. quem não estiver contente quepeça o boné e vá embora….