Júlio: “Minha ação não se restringe ao trabalho intramuros”

Gleisi Hoffmann cobrou, outra vez, Júlio Marcelo de Oliveira por ter postado nas redes sociais críticas ao governo, como se isso tirasse dele a legitimidade para denunciar as pedaladas.

Resposta de Júlio Marcelo de Oliveira: “Eu sou procurador. Minha missão é defender a Constituição. Compartilhei matérias que ajudavam os cidadãos a compreender os problemas fiscais do governo. Minha ação não se restringe ao trabalho intramuros.”

Perdeu, Narizinho.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 24 comentários
  1. Os criminalistas de tão acostumados as lambanças arquimilionárias dos embargos auriculares nem perceberam que os tempos juridicos são outros no Brasil….vão ter que fazer cursinhos de reciclagem profissional para trabalhar juridicamente os processos….

  2. Quem faz aliança com Lula , Dilma, criminosos que ROUBAM O BRASIL, FAZ PARTE DA ROUBALHEIRA, principalmente quem ajuda, fala, convive, se omite, escreve, … para ajudar esses criminosos a ficarem livres !

  3. Se todos assumissem responsabilidade sobre seus atos, a carta do Temer defendendo Sr. Mariz não existeria. Mariz assinou carta contra lava jato, basta assumir! Sem melintres e afetações sr. Mariz!

  4. Bom, pra quem raspou os cabelos pra fingir que estava com câncer, acho bem provável. O bom é que além do título de pior govenante da história, também ficará com o de mais ridícula.

  5. URGENTE!! Após o envio de US$ 1 bilhão para a construção do Porto Mariel pela Odebrecht, Dilma anunciou um novo empréstimo do BNDES para a construção da zona especial de desenvolvimento, com logística e infraestrutura para instalação de empresas e armazéns cubanos. O Porto de Mariel, que está a 130 quilômetros de Miami, tem logística e infraestrutura “interoceânica”, aberta ao Atlântico e com saída para o Pacífico através do canal do Panamá: http://g1.globo.com/jornal-da-globo/noticia