ACESSE

Jungmann defende sigilo das investigações sobre Marielle

Telegram

Raul Jungmann, ministro da Segurança, disse que o governo não deve divulgar as informações a respeito do assassinato de Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.

Ele disse, em evento em Fortaleza:

“O que se sabe não se deve divulgar e, neste caso, as informações que detemos devem ficar sob sigilo.”

E mais:

“Quem cometeu esse bárbaro crime não ficará impune. Me reunirei com todas as forças de segurança para desvendar esse crime.”

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 36 comentários