Jungmann diz compreender reclamações dos colegas

Raul Jungmann disse hoje que as críticas de seus colegas de ministério à MP que vai transferir recursos das loterias esportivas para sua pasta da Segurança Pública são “compreensíveis”, informa O Globo.

Tanto o ministro do Esporte, Leandro Cruz, quanto o da Cultura, Sérgio Sá Leitão, criticaram publicamente a MP, editada por Michel Temer na segunda-feira, dia da sanção da lei que criou o Susp (Sistema Único de Segurança Pública).

“Para você ampliar a dotação de uma área, você tem que tirar de outra”, afirmou Jungmann, acrescentando que os recursos transferidos estavam contingenciados e as pastas de Esporte e Cultura não poderiam usá-los.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 3 comentários
  1. Essas pastas de Cultura e Esportes deveriam ser extintas imediatamente. Turismo, Direitos Humanos, etc…, também. Não servem pra nada. Só gasto público, burocracia, venda de carimbos, burocracia, maracutaias, centenas de funcionários públicos picaretas, preguiçosos, mal educados… mamando 30 mil ou mais, cheios de mordomias em Brasília.
    A prioridade do Brasil hoje chama-se SEGURANÇA PÚBLICA! As pessoas têm o direito de ir e virem e chegarem em casa com saúde e inteiros. A cultura e o esporte que se explodam!
    Esses Ministérios gastam mais de 90% da verba com salários e aposentadorias dos funcionários, que ainda por cima ficam cobrando uma fortuna pra soltar um simples carimbo num documento.
    Por mim, Brasília seria explodida. Ali está o câncer desse país.

  2. Respeitadas as honestas exceções, direta ou indiretamente, estancará sangrias via ONG’s travestidas de “Utilidade Pública”, a serviço de bolsos próprios.
    Exemplo, um ex-Ministro do Esporte esteve na mídia…

    https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2011/10/15/orlando-silva-recebeu-propina-na-garagem-do-ministerio-do-esporte-aponta-reportagem-da-veja.htm