ACESSE

Justiça arquiva inquérito que buscava mandantes em ataque a Bolsonaro

Telegram

O juiz federal Bruno Savino determinou nesta terça-feira, 16, o arquivamento provisório do segundo inquérito aberto para investigar o atentado contra Jair Bolsonaro durante a campanha de 2018.

Esse inquérito apurava se, além do esfaqueador Adélio Bispo de Oliveira, houve participação de outras pessoas no crime, como mandantes ou patrocinadores. A decisão de Savino acolhe pedido do MPF, que disse ter esgotado todas as diligências investigativas possíveis.

Leia AQUI a reportagem de Ana Viriato na Crusoé.

Leia mais: Sergio Moro agora é colunista exclusivo da 'Crusoé'. Clique e saiba mais

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 34 comentários