Justiça autoriza PF a analisar e-mails de hackers que atacaram TSE

Justiça autoriza PF a analisar e-mails de hackers que atacaram TSE
Foto: geralt/Pixabay

A Justiça Eleitoral do Distrito Federal autorizou a Polícia Federal a analisar e-mails dos hackers que roubaram e vazaram na internet dados de funcionários e ex-ministros do TSE.

O ataque veio à tona no dia 15, primeiro turno da eleição, e a suspeita é que foi uma ação coordenada para desacreditar o sistema de votação eletrônico.

No sábado, a PF fez busca em endereços, em Minas e São Paulo, de três brasileiros supostamente envolvidos, com apreensão de documentos e equipamentos eletrônicos. A PF agora analisa o material.

No mesmo dia, foi preso em Portugal um português de 19 anos que teria liderado o ataque. Segundo as investigações, ele conversou com os brasileiros por chat e também tentou acessar sistemas internos do TSE nos dias 15 e 19, sem sucesso.

Eles estão proibidos de manterem comunicação.

Leia mais: A revista que fiscaliza TODOS os poderes e conta com os melhores colunistas do Brasil.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 8 comentários
TOPO