ACESSE

Justiça bloqueia bens de Jorge Picciani

Telegram

A 4ª Vara da Fazenda Pública do Rio determinou o bloqueio de bens de Jorge Picciani, o presidente afastado da Alerj, e de quatro ex-conselheiros do Tribunal de Contas do Estado, informa O Globo.

A decisão também afastou Marcelo Santos Amorim, casado com uma sobrinha de Luiz Fernando Pezão, do cargo de subsecretário de Comunicação do governo do estado, além de bloquear seus bens.

A sentença bloqueou R$ 7,88 milhões em bens dos quatro ex-conselheiros (Aloysio Neves, José Gomes Graciosa, José Maurício Nolasco e Marco Antonio Alencar) e R$ 5,91 milhões de Picciani.

De acordo com a denúncia do MP-RJ, os quatro ex-conselheiros enriqueceram ilicitamente em seu período no TCE-RJ, e o deputado estadual é citado como peça central no esquema que viabilizou os desvios.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 16 comentários