Justiça bloqueia R$ 1 bilhão de Cabral

O Estadão informa que a juíza Neusa Larsen, da 14.ª Vara de Fazenda Pública do TJRJ, determinou o bloqueio de bens de Sérgio Cabral, do ex-secretário de Fazenda Júlio Bueno e da multinacional Michelin, num valor total de R$ 1,2 bilhão.

O Ministério Público avaliou que as isenções fiscais concedidas por Cabral à Michelin, para a instalação de uma fábrica de pneus em Resende, sul fluminense, contribuiu para o déficit de R$ 17,5 bilhões nas contas estaduais.

“Não se olvide que a concessão de benefícios fiscais implica redução da arrecadação do Estado e que a isenção tributária concedida ao sétimo réu (Michelin) com violação a preceitos legais e constitucionais, e em valor que ultrapassa R$ 1 bilhão, certamente contribuiu para a crise financeira que assola o Estado”, escreveu Larsen.

Faça o primeiro comentário