Justiça bloqueia R$ 640 mil de homem que matou juíza

Justiça bloqueia R$ 640 mil de homem que matou juíza
Foto: Arquivo pessoal

A Justiça do Rio de Janeiro bloqueou R$ 640 mil do engenheiro Paulo José Arronenzi, o assassino que esfaqueou sua ex-mulher, a juíza Viviane Vieira do Amaral Arronenzi, na frente das filhas.

Em sua decisão, o juiz João Guilherme Chaves Rosas Filho, da Comarca de Niterói, citou o fato de Arronenzi ter cidadania italiana, o que possibilitaria o assassino de enviar dinheiro para o exterior por meio de terceiros.

Segundo o magistrado, o arresto tem por objetivo “resguardar valores referentes a futura ação de reparação por danos morais, e ainda para garantir o sustento das menores requerentes”.

Leia mais: Como se articulam advogados criminalistas e filhos de ministros de tribunais superiores alvos de investigações para blindar-se na Justiça.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO