Justiça condena União a indenizar Eduardo Jorge, ministro de FHC

A juíza da 6ª Vara Federal Civil de Brasília Ivani Silva da Luz condenou a União a indenizar em R$ 100 mil por danos morais Eduardo Jorge Caldas Pereira, secretário-geral da Presidência no governo FHC, registra Fausto Macedo.

O Eduardo Jorge tucano acusou os procuradores Guilherme Schelb e Luiz Francisco de Souza de perseguição –no caso deles, o processo foi extinto sem resolução de mérito.

Na ação, o ex-secretário-geral da Presidência afirmou que os procuradores, “valendo-se das prerrogativas de seus cargos, tentaram envolver o nome do autor em diversas irregularidades e delitos”, como participação no escândalo da obra do TRT-SP.

Eduardo Jorge também acusou Luiz Francisco e Schelb de dar “entrevistas difamatórias” à imprensa e divulgar depoimentos sigilosos.

Na decisão, a juíza Ivani escreveu não haver dúvida de que “os atos indevidos praticados pelos servidores da União causaram dano moral ao autor”.

Comentários

  • Gilson -

    Os procuradores é que deviam pagar e serem demitidos !

  • Massaaki -

    É uma faca de dois gumes. Espetaculariza as ações da promotoria dá nisso. Showzinho não combina com o trabalho deles.

  • elton -

    Na pensão por morte que mãe recebia teve 5 emprestimos consignados não autorizados 550 reais 8 meses juiz suspender pagto + 3 anos para ser julgado 3 mil danos mais que isso é enriquecimento il

Ler 34 comentários