Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Justiça da Espanha pede extradição de terrorista

A Justiça da Espanha pediu ao governo que solicite às autoridades brasileiras a extradição de Carlos García Juliá, preso em São Paulo no dia 5 deste mês, informa o Estadão.

Juliá foi condenado a 193 anos de prisão pelo chamado massacre de Atocha, o assassinato de cinco pessoas num escritório de advogados por um grupo ultradireitista, em 1977.

Ele fugiu da Espanha para o Paraguai em 1991, após ganhar liberdade condicional, e vivia na capital paulista –com documentos falsos em nome de um venezuelano– desde 2001.

Espera-se que, no caso de Juliá, não deixem o terrorista solto e sem tornozeleira eletrônica, como fizeram com o agora foragido Cesare Battisti.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO