Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Justiça de MG suspende vacinação de adolescentes em Betim

A prefeitura garante que a imunização contra a Covid de grupos prioritários não foi afetada e diz que irá recorrer
Justiça de MG suspende vacinação de adolescentes em Betim
Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

A Justiça de Minas Gerais suspendeu a vacinação contra a Covid de adolescentes de 12 a 14 anos em Betim.

A decisão é do juiz Taunier Cristian Malheiros Lima, da Vara Empresarial, da Fazenda Pública e Autarquias, de Registros Públicos e de Acidentes do Trabalho da Comarca de Betim, em ação ajuizada pelo MP-MG.

O magistrado determinou a suspensão da imunização dos adolescentes, que começou ontem, “até a comprovação, documental, de que todos os grupos prioritários de operacionalização de vacina contra a Covid e todos os maiores de 18 anos foram vacinados na cidade de Betim“.

Em caso de descumprimento da decisão, o juiz também fixou uma multa diária no valor de R$ 500 por cada dose aplicada.

A decisão de vacinar o grupo foi anunciada no início da semana pela prefeitura de Betim, após o recebimento de 6.047 doses da Pfizer. Na última sexta-feira (11), a Anvisa aprovou a aplicação do imunizante em adolescentes a partir de 12 anos.

A gestão municipal disse que a vacinação de outros grupos não parou e informou que vai recorrer da decisão.

Em meio à polêmica, Ministério da Saúde afirmou que a ampliação da vacinação para adolescentes acima de 12 anos ainda está “em discussão”. A pasta destacou que, neste momento, “a prioridade é vacinar todos os grupos prioritários estipulados pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid e imunizar toda a população acima de 18 anos — o que ainda não aconteceu.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO