ACESSE

Justiça de SP mantém absolvição de Haddad em processo de caixa 2 da UTC

Telegram

O Tribunal de Justiça de SP manteve por unanimidade a sentença de primeira instância que absolveu Fernando Haddad da acusação de improbidade administrativa.

Movida pelo Ministério Público, a ação foi baseada na delação de Ricardo Pessoa, ex-dirigente da UTC Engenharia.

Segundo Pessoa, a companhia teria pagado, a pedido de João Vaccari Neto, dívidas da campanha de Haddad para a Prefeitura de SP, em 2012, em troca de benefícios da prefeitura.

Na primeira instância, o juiz Thiago De Filippo rejeitou a ação. O magistrado entendeu que não houve demonstração de benefícios obtidos pela UTC. O juiz também sustentou que a delação de Pessoa não havia sido autorizada pela Justiça de Curitiba.

Na segunda instância, a 7ª Câmara de Direito Público manteve a sentença, por entender que não havia provas suficientes para a acusação.

Leia mais: Bolsopetismo pró-impunidade: bolsonaristas e petistas juntos contra a proposta de prisão de condenados em segunda instância

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 19 comentários