Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Justiça determina desinterdição do apartamento em que Monique e Jairinho moravam

O imóvel, localizado no Rio de Janeiro, havia sido lacrado no final de março para a investigação do caso Henry
Justiça determina desinterdição do apartamento em que Monique e Jairinho moravam
Foto: Reprodução/Record Tv

A juíza Elizabeth Machado Louro, da 2ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, autorizou a desinterdição do apartamento em que o vereador Dr. Jairinho vivia com a namorada, Monique Medeiros, e o filho dela, o menino Henry Borel, morto no dia 8 de março.

O pedido foi apresentado pela defesa de Monique no fim do mês passado e, como não houve oposição do Ministério Público, a magistrada decidiu aceitar a solicitação.

O imóvel, localizado na Barra da Tijuca, havia sido lacrado no dia 24 de março para a realização de perícia, além da busca e apreensão de objetos.

A Justiça também determinou a inclusão do engenheiro Leniel Borel, pai de Henry, para atuar no processo como assistente da acusação, após o MP concordar com o pedido.

Acusados de matar o menino de 4 anos, Jairinho e Monique estão presos desde o dia 8 de abril. No início do mês passado, o casal foi indiciado por homicídio duplamente qualificado. 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO