Justiça do Rio inaugura tribunal que votará impeachment de Witzel

Justiça do Rio inaugura tribunal que votará impeachment de Witzel
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

A Justiça do Rio de Janeiro inaugurou nesta quinta (1°) o tribunal especial misto que decidirá se Wilson Witzel será alvo de impeachment.

Composta por cinco desembargadores e cinco deputados, a corte é chefiada por Claudio de Mello Tavares, presidente do TJ-RJ. É a primeira vez na história do estado do Rio que o grupo é formado para decidir sobre o impeachment de um governador.

Na sessão inaugural, relata a Folha, Tavares disse que a fase de deliberação política está vencida, e que agora terá início a fase de apreciação jurídica da denúncia.

“Todos nós atuaremos como juízes, conclamados a decidir de acordo com nossas consciências, observando as normas jurídicas, em especial a Constituição e a prova produzida nos autos”, afirmou o desembargador.

Afastado temporariamente pelo STJ desde o fim de agosto, Witzel alega que é vítima de linchamento moral e político e que não teve direito a uma ampla defesa.

Leia mais: Combo Crusoé e O Antagonista+: comece a ler por apenas R$ 1,90
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 4 comentários
TOPO