ACESSE

Justiça Eleitoral aceita denúncia e abre ação contra Skaf

Telegram

O juiz eleitoral Marco Antonio Martin Vargas abriu uma ação penal contra Paulo Skaf por suposto recebimento de propina de R$ 5,1 milhões da Odebrecht, via caixa 2, na campanha de 2014 ao governo de São Paulo, informa Luiz Vassallo na Crusoé.

O presidente da Fiesp também vai responder pelo crime de lavagem de dinheiro.

Segundo o magistrado, há indícios de “materialidade e autoria” dos crimes demonstrados, não apenas pelos delatores, como também pelos materiais colhidos na investigação — como planilhas, e-mails e contratos.

Leia mais aqui.

Leia também: Bolsonaro, sobre a PF: "Vou interferir. Ponto final"

Comentários

  • Renato -

    Mais um dos novos parceiros de coronaro

  • Nelson -

    Esperemos que agora ele não consiga se skafeder.

  • Edelson -

    DEMOROU!!!

Ler 13 comentários