ACESSE

Justiça Eleitoral terá varas especializadas para julgar corrupção ligada a caixa 2

Telegram

O TSE aprovou ontem uma resolução que cria varas especializadas para investigar políticos suspeitos de cometer crimes de corrupção e lavagem de dinheiro ligados a caixa 2 de campanha.

No ano passado, o Supremo determinou que inquéritos sobre crimes comuns conexos aos eleitorais fossem remetidos à Justiça Eleitoral.

A decisão representou uma derrota para a Lava Jato, tirando vários casos das varas federais, mais preparadas para investigações longas e complexas.

A resolução do TSE é uma tentativa de atenuar o impacto, não só ao criar varas especializadas na Justiça Eleitoral, focadas apenas nas investigações e liberadas de outros processos.

Ela também permite que os juízes designados para elas ocupem o cargo por até quatro anos — hoje, os magistrados que atuam na Justiça Eleitoral ficam apenas dois anos na função.

Leia também: Crusoé e O Antagonista+: 3 meses por R$ 1,90/mês. Comece agora

Comentários

  • Jose -

    Que piada!!!

  • Nelson -

    Já ajuda. A banda podre do STF nem sempre leva a melhor.

  • Ismael -

    A decisão de mandar casos de corrupção para a Justiça eleitoral foi desses ministros do STF que o Antagonista chama de sábios e decanos. Um escândalo para proteger corruptos! Um atentado contra o povo

Ler 19 comentários