Justiça manda Goiás transferir detentos “mais perigosos”

O governo de Goiás terá de transferir para presídios federais os detentos “mais perigosos” da Colônia Agroindustrial do Complexo Penal de Aparecida de Goiânia, unidade de regime semiaberto onde uma rebelião no primeiro dia do ano terminou com nove presos mortos – dois deles decapitados e boa parte com corpos carbonizados.

Foi o que determinou a Justiça Federal no estado, segundo O Globo.

O juiz federal Leão Aparecido Alves exige que o número de presos seja reduzido a 400, em dez dias.

“Isso significa que a administração penitenciária terá de encontrar uma solução para 850 presos. A lotação da Colônia Agroindustrial é de 1,25 mil detentos.

Dados do Ministério da Justiça obtidos pelo Globo revelam que, em presídios federais, há apenas dez presos oriundos de Goiás. Isto indica que o estado não tem acionado a União para transferir detentos que representem maior periculosidade.”

O Antagonista repete neste domingo a pergunta de sábado de manhã:

Ronaldo Caiado já acordou?

Caiado acordou

 

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Van/1 disse:

    Esse gov/Goiás é muito ruim!! Aliás, se alguém souber de um gov/ bom, que esteja fazendo um bom governo, nos conte quem é e fale o nome.

Ler comentários
  1. Henrique disse:

    Deixem a rebelião continuar. Assim atingimos a meta de redução da população carcerária sem precisar transferir nenhum preso!

  2. Íntimos disse:

    Muito, muito estranho que próximo da confirmação da sentença do Condenado , comecem as rebeliões em presídios. Começo a suspeitar que há uma íntima ligação entre os agentes.

  3. Goiana do pé rachado disse:

    Aqui em Goiás Caiado está mais preocupado em sair bem em outdoors e luminosos junto com seu vereador de estimação. Caiado, Marconi e demais FDPS farinha do mesmo saco: VTNC