ACESSE

Justiça manda soltar 46 PMs presos durante motim no Ceará

Telegram

A vara da auditoria militar da Justiça Estadual do Ceará mandou soltar hoje (2) 46 PMs que haviam sido presos por deserção ou motim durante a greve da categoria no estado, informa o G1 CE.

Três deles haviam sido presos em 18 de fevereiro, o primeiro dia da paralisação, por esvaziar pneus de carros da polícia. Os demais faltaram a uma convocação para trabalhar durante o Carnaval e foram presos por deserção.

O juiz Roberto Coutinho, que ordenou a soltura, alegou que a prisão dos PMs visava garantir a ordem pública e “manter a hierarquia e disciplina”, mas se tornou “desarrazoada” depois do encerramento do motim, anunciado ontem.

Leia também: Quem ganha com os arroubos de Bolsonaro?

Comentários

  • Carlos -

    O próximo desembargador vai ordenar a reintegração à corporação dos amotinados. Brazil, zil, zil.

  • Nina -

    E viva a milícia! Todos pertencem à mesma sociedade secreta: juízes, militares, políticos?

  • Edelson -

    UM PRÊMIO AOS MILICIANOS BANDIDOS.

Ler 15 comentários