Justiça nega pedido de avaliação de insanidade mental de Adélio

A Justiça Federal negou o pedido de avaliação de insanidade mental de Adélio Bispo de Oliveira, autor do atentado contra Jair Bolsonaro.

O juiz Bruno Souza Savino, da 3ª Vara Federal de Juiz de Fora, destacou que não existem “elementos que sustentem a existência de dúvida relevante e plausível sobre a higidez mental do investigado”.

O juiz seguiu o entendimento do procurador Marcelo Medina:

MPF rejeita teste de sanidade mental em agressor de Bolsonaro

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 24 comentários
    1. Tanto que ele foi selecionado a dedo(9) para executar o atentado. Pode notar que só esquerdopatas falam de primeira que o sujeito é débil mental.

  1. Perfeito, foi uma tentativa de assassinato do candidato líder das pesquisas, com participação de outras pessoas, e retaguarda jurídica para o criminoso quando ele não foi morto como se imaginava.

  2. Chegou a hora: Vamos triplicar os votos para Bolsonaro. Você que apóia o MITO consiga três votos ou mais. Vamos elegê-lo no 1º turno. Espalhe essa idéia. Brasil acima de tudo, Deus acima de todo

    1. Cria em mim, ó Deus
      Um coração que é puro
      E renova dentro de mim um espírito inabalável
      Inabalável. DEUS acima de todos! Bolsonaro 17