Justiça nega pedido de Estevão para revisão de pena

O TRF-3 negou, por unanimidade, embargos de declaração da defesa de Luiz Estevão que pediam revisão de sua pena, informa o Valor.

O ex-senador foi condenado em 2006 a 31 anos de prisão pelo desvio de mais de 30 milhões de reais na construção da sede do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo – aquele do juiz Lalau.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 18 comentários
  1. É por isso e muito mais que precisamos eleger Bolsonaro! Com o apoio explícito do governo à lava jato teremos certeza que a corrupção terá seus dias contados… e a maioria dos envolvidos na cadeia.

  2. Nosso código penal precisa ser mais rígido, máximo de 50 anos, regressão após cumprimento de 5/5, saidinhas apenas uma por ano a depender do comportamento e dos trabalhos executados.

    1. Lalau se encontra em prisão domiciliar gozando de nossa cara, tomando vinhos importados, e gastando a parte que não foi bloqueada do dinheiro roubado, é o nosso judiciário.

  3. Condenado a 31 anos, em 2006, entretanto, muito pouco tempo de cumprimento de pena. O patife foi um dos precursores de cadeia para “políticos” desonestos. Que apodreça na cadeia, assim como Lularápio.