ACESSE

Justiça nega pedido do MP que impedia retorno das aulas no Rio

Telegram

O Tribunal de Justiça negou pedido de liminar do Ministério Público e da Defensoria Pública do Rio de Janeiro para suspender o retorno facultativo de aulas presenciais em escolas privadas do município a partir desta segunda-feira 3.

Na sexta, o prefeito Marcelo Crivella decidiu pela retomada das aulas, de forma voluntária, para 4º, 5º, 8º e 9º anos. MPRJ e Defensoria ajuizaram ação civil pública alegando que a decisão trazia risco à saúde pública.

Em seu despacho no plantão de ontem à noite, a juíza Marcia Alves Succi afirmou que o STF já decidiu que compete aos estados e municípios definir regras sobre isolamento.

Leia mais: A 'paz conveniente' reina em Brasília: por que eles saem da crise ganhando

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 14 comentários