Justiça nega pedido para suspender financiamento da mansão de Flávio Bolsonaro

Justiça nega pedido para suspender financiamento da mansão de Flávio Bolsonaro
Mansão de Flávio Bolsonaro em Brasília (Adriano Machado/O Antagonista)

A Justiça negou um pedido da deputada Erika Kokay, do PT, para suspender o empréstimo de R$ 3,1 milhões concedido pelo BRB para Flávio Bolsonaro comprar sua mansão em Brasília.

Em março, O Antagonista revelou que o senador adquiriu o imóvel por quase R$ 6 milhões.

Na ação, a deputada diz que o financiamento não observou regras internas do banco sobre a renda mínima para aprovação do negócio. Flávio e a mulher, Fernanda, usarão mais da metade do que ganham, R$ 36,9 mil, para pagar as mensalidades.

Ao negar o pedido de liminar, o juiz Issamu Shinozaki Filho disse que precisa de mais informações sobre o caso. Afirmou que não é possível concluir se a renda familiar “seria a condição única e absoluta para a fixação do limite do financiamento”.

Ele deu 20 dias para Flávio, Fernanda e o BRB se manifestarem sobre o empréstimo.

Leia mais: Pois é, nada mudou da esquerda para a direita.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO