Justiça ordena análise fiscal de sobrinho de Lula

Vallisney de Oliveira, juiz da 10ª Vara da Justiça Federal em Brasília, ordenou que a Receita rastreie as movimentações financeiras de Taiguara Rodrigues, sobrinho da primeira mulher de Lula, informa a repórter Camila Bomfim, da TV Globo.

O juiz atendeu a pedido do MPF no processo em que Taiguara e Lula são réus por suposta formação de organização criminosa, lavagem de dinheiro, corrupção e tráfico de influência.

O hóspede da carceragem da PF em Curitiba é acusado pelo MP de usar seu poder e influência na Presidência para que a Odebrecht conseguisse empréstimos no BNDES.

A contrapartida da empreiteira seria a contratação da Exergia, empresa de Taiguara.

O Antagonista já escreveu um bocado sobre as histórias envolvendo o sobrinho de Lula. Basta clicar neste link para relembrar.

Poderia Ser No Brasil. Conheça Por Dentro O Estrago Que A Esquerda Fez na Venezuela. LEIA AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 47 comentários
  1. A hora é de acelerar essa justiça. Atenção ao Boulos que está incitando a galera à “resistência” Há uma petição correndo as redes baseada no art.286 do CP “incitar publicamente à pratic

  2. Se nosso Presidente BOLSONARO, colocar as pessoas certas na Receita Federal, na Policia Federal e no Ministério da Justiça, e der carta branca para as investigações, muita gente vai arrumar as mal

  3. E os filhos de Lula, principalmente, o Lulinha, não serão investigados? E a filha da Dilma, também, não será investigada? E os outros filhos de outros políticos, que inclusive, alguns, foram ele

  4. Este é um dos Juízes, responsáveis por o que estamos vivendo. Deram a esperança de 55 milhões de brasileiros que agora acreditam que é possível o Brasil ser um país bom de se viver…

  5. Huuuum! 1/3 de 900 anos são 300 anos… será que Lula vai viver tanto assim? Pq o cara tem mais processo nas costas que um amigo meu (o cara tem MUITOS filhos…e MUITAS mulheres…e MUITOS processo

  6. QUANDO DESCOBRIREMOS O LARANJAL DO CAPPO? Quando se contabiliza todo o montante de recursos desviados por Corrupção, fica a dúvida do destino de todo o dinheiro desviado. Inclusive do chefe da ORCR