Justiça quebra sigilos de 'homem-bomba' do governo Witzel

A justiça determinou a quebra de sigilo bancário e fiscal e o bloqueio de bens de Edmar Santos, ex-secretário estadual de Saúde do Rio considerado “homem-bomba” do governo Wilson Witzel.

A medida atinge também o ex-subsecretário da pasta Gabriell Neves e foi decretada na ação em que o Ministério Público investiga suspeitas de fraude na compra de mil respiradores pelo estado.

Proferida na última quarta (1º), a decisão vale para outros 11 réus, entre empresas contratadas com dispensa de licitação e seus sócios.

Segundo a investigação do MP-RJ, Edmar teria sido o responsável por definir a quantidade de respiradores, e o processo de contratação foi conduzido por Gabriell, preso na Operação Mercadores.

Mais cedo, como publicamos, o ex-secretário de Saúde se recusou a responder às perguntas da comissão da Alerj que investiga o caso.

Leia mais: Um amigo aconselhou Bolsonaro a renunciar. O presidente resiste. E tem um plano para ir até o fim
Mais lidas
  1. Os militares deveriam se envergonhar

  2. Assessor de Mourão procura Congresso: "É bom estarmos preparados"

  3. Governo estima que mortes por Covid cheguem a 2 mil por dia

  4. AGÊNCIA DA ALEMANHA RECOMENDA QUE VACINA DA ASTRAZENECA NÃO SEJA USADA EM MAIORES DE 65 ANOS

  5. "Mega epidemia daqui a 60 dias"

Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 5 comentários
TOPO