Justiça rejeita ação contra ‘compra de voto’ de Temer

A juíza federal Diana Wanderlei da Silva indeferiu pedido de liminar do deputado Arnaldo Jordy, líder do PPS, para suspender nomeações de cargos públicos e liberação de emendas parlamentares por Michel Temer.

O objetivo era evitar a compra de votos de parlamentares contra a segunda denúncia. Que injustiça, Jordy.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler 4 comentários
  1. A JUSTIÇA ESTÁ NAS MÃOS DA ORCRIM E DEFENDE A IMPUNIDADE.
    TEMER OBSTRUI A JUSTIÇA DESCARADAMENTE COMPRANDO VOTOS COM DINHEIRO DO POVO.
    SEM JUSTIÇA NÃO EXISTE A DEMOCRACIA.
    INTERVENÇÃO OU MORTE DA NAÇÃO.

  2. Lulla-lalau e Dil-má fizeram o mesmo em muitas votações., inclusive na refor da previdência. Ah povo sem memória!

Os comentários para essa notícia foram encerrados.