Justiça rejeita ação do PSOL contra indicação de Bia Kicis para o comando da CCJ

Justiça rejeita ação do PSOL contra indicação de Bia Kicis para o comando da CCJ
BRASILIA - DF - BRASIL - 02/05/2019 Deputada Federal Bia Kicis durante entrevista em seu gabinete para Crusoe Foto: Adriano Machado/Crusoe

O juiz federal Itagiba Catta Preta Neto, de Brasília, negou um pedido da deputada Fernanda Melchionna (PSOL-RS) para impedir que Bia Kicis (PSL-DF) assuma a presidência da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara.

Na ação, Melchionna diz que a indicação “viola frontalmente a moralidade administrativa e tem o potencial de causar danos irreparáveis ao patrimônio público, aos direitos humanos e à democracia”.

Catta Preta afirmou que o Judiciário não pode interferir em questões internas do Legislativo. Ele ainda criticou a iniciativa da deputada do PSOL.

“O que a autora pretende, na verdade é, por ordem judicial, manipular o Parlamento do Brasil. Não há fundamento legal para esse tipo de pretensão. Pelo contrário. Repugna o sentimento republicano e democrático uma tentativa de tolher a atuação do Parlamento”, escreveu.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO