Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Justiça rejeita denúncia contra Sara Winter por ofensas a Moraes

Justiça rejeita denúncia contra Sara Winter por ofensas a Moraes
Foto: Adriano Machado/CRUSOÉ

A Justiça Federal de Brasília rejeitou denúncia apresentada pelo Ministério Público contra Sara “Winter” Giromini, na qual foi acusada de injúria e ameaça contra Alexandre de Moraes.

Na decisão, o juiz federal Francisco Codevila considerou que o dano à honra do ministro, causado pelas ofensas da militante, pode ser reparado por meio de indenização.

Quanto ao crime de ameaça, ele recomendou ao MP uma transação penal, tipo de acordo no qual o ofensor aceita cumprir determinadas exigências para se livrar do processo.

No ano passado, após sofrer busca e apreensão no inquérito das fake news, Sara divulgou um vídeo no YouTube em que disse que iria “infernizar” a vida do ministro.

“Pena que ele mora em São Paulo, porque se estivesse aqui eu já estava lá na porta da casa
dele, convidando ele para trocar soco comigo. Juro por Deus essa é a minha vontade eu queria
trocar soco com esse filha da puta desse arrombado.”

Na sentença, ao rechaçar a criminalização de Sara Winter, Codevila disse que não é razoável retirar a liberdade de alguém quando sua conduta atinge a honra de outra pessoa.

“Não é razoável que alguém possa perder a liberdade ou ter direitos restringidos por dizer o que pensa, ainda que de alguma forma suas expressões possam macular a honra ou a imagem
de outrem”, escreveu.

“As faculdades de reivindicação e protesto, em nenhuma hipótese poderá o Direito Penal recortá-las, por mais aborrecedoras que essas manifestações possam se revelar.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO