Justiça suspende contrato de São Paulo com Fórmula 1

Justiça suspende contrato de São Paulo com Fórmula 1
Foto: Governo do Estado de São Paulo (2006)

O juiz Emílio Migliano Neto, da 7ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo, suspendeu o contrato de R$ 100 milhões, entre a Prefeitura de São Paulo e a empresa Mc Brazil Motorsport Holdings Ltda, para a realização da Fórmula 1 até 2025.

A decisão foi tomada em ação popular proposta pelo vereador Rubinho Nunes (Patriota), advogado do MBL, que questionou o negócio por dispensa de licitação.

O magistrado deu cinco dias para que a Prefeitura apresente “cópia integral de todos os processos administrativos mencionados na presente decisão e informar se todos os pagamentos efetuados às contratadas com base nos ajustes firmados”.

Segundo Migliano Neto, os contratos referentes à Formula 1 estão classificados como “restritos”, indisponíveis para consulta pública.

Leia mais: Nenhum assunto é tabu para a Crusoé: além de fiscalizar TODOS os poderes, a revista tenta responder a questões que permeiam a sociedade brasileira
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO