ACESSE

Justiça suspende decisão que poderia tornar petista inelegível

Telegram

A Justiça Estadual paulista suspendeu liminarmente o decreto da Câmara Municipal de São Bernardo do Campo que deixaria Luiz Marinho inelegível neste ano, informa o Estadão.

A decisão foi da 1ª Vara da Fazenda Pública da cidade do ABC paulista.

Em 20 de junho, os vereadores de São Bernardo rejeitaram as contas da prefeitura em 2015, quando o prefeito era Marinho, hoje candidato ao governo do estado pelo PT.

O petista alegou não ter sido previamente informado do julgamento das contas, o que –segundo ele– cerceou seu direito a ampla defesa. O juiz José Carlos de França Carvalho Neto concordou.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 13 comentários