Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Justiça torna réus 43 pessoas por desvios de R$ 500 milhões da saúde em São Paulo

Justiça torna réus 43 pessoas por desvios de R$ 500 milhões da saúde em São Paulo
Foto: Divulgação/MPSP

O juiz Adriano Pinto de Oliveira, da 1ª Vara Criminal de Birigui (SP), recebeu denúncia do MP de São Paulo contra 43 pessoas. Elas são acusadas de manter um esquema de desvio de dinheiro destinado à saúde por meio de contratos de prefeituras com organizações sociais. O magistrado ainda decretou a prisão de 27 dos réus do caso.

Elas responderão por corrupção, peculato, lavagem de dinheiro, fraude a licitação e organização criminosa. De acordo com o juiz, “há fortes indícios” de que o grupo organizou um esquema de desvio de dinheiro “extremamente orquestrado e sofisticado” por meio de contratos de gestão na área da saúde.

Segundo o Ministério Público, o esquema desviou R$ 500 milhões da saúde de diversos municípios do interior de São Paulo.

“Segundo a autoridade policial, entre os anos de 2018 e 2020, o grupo utilizou as organizações sociais para firmarem contratos nas cidades de Barueri, Penápolis, Birigui, Guapiara, Lençóis Paulista, Ribeirão Pires, Araçatuba, Mandaqui, Guarulhos, Patos, Araucária, Vargem Grande Paulista, Capanema, Agudos, Santos, Carapicuíba, Sorocaba (SP) e Belém (PA), recebendo naquele período um repasse de verbas públicas próximo a R$ 2 bilhões, estimando-se que em torno de R$ 500 milhões foram desviados da saúde pública”, escreveu o juiz Adriano de Oliveira, na decisão, divulgada pelo Estadão.

Entre os acusados que tiveram a denúncia recebida está Cleudson Garcia Montali, também tornado réu em outro caso parecido, mas em Penápolis. Ele é também apontado como um dos principais operadores de um esquema de desvio de dinheiro da saúde no Pará – segundo o MPF, o esquema paraense é chefiado pelo governador Helder Barbalho e envolveu 12 contratos que somaram R$ 1,2 bilhão.

Veja a lista dos réus do caso de Birigui que tiveram a prisão preventiva decretada:

1) ADRIANA MICHELS FERREIRA
2) ANDERSON OLIVEIRA DO NASCIMENTO
3) CLAUDIO CASTELÃO LOPES
4) CLEUDSON GARCIA MONTALI
5) CLEUER JACOB MORETTO
6) FERNANDA D’ANGELO CONTARDI
7) FERNANDO RODRIGUES DE CARVALHO
8) GENILSON JOSÉ DUARTE AMORIM
9) GLAUCO LUÍS COSTA TON
10) JOSÉ ROBERTO MERINO GARCIA (PAQUINHA)
11) JÚLIO CÉSAR ARRUDA RODRIGUES
12) KLEBER SONAGERE
13) LAURO HENRIQUE FUSCO MARINHO
14) LUCIANO COLICCHIO FERNANDES
15) LUCIRENE DO ROCIO GUANDELINE
16) MOIZÉS CONSTANTINO FERREIRA NETO
17) MONIZE CHAGAS DOS SANTOS
18) MARCIO TAKASHI ALEXANDRE
19) MARCIO TOSHIHARU TIZURA
20) NILTON PEREIRA DE SOUZA
21) OLAVO SILVA DE FREITAS
22) OSVALDO RAMIRO ALEXANDRE
23) OSVALDO COCA MORALIS
24) RAPHAEL VALLE COCA MORALIS
25) REGIS SOARES PAULETTI
26) RODRIGO MAGALHÃES BORGES
27) WAGNER PERFETO FORNOS

Ontem, o juiz Marcelo Yukio Misaka, da 1ª Vara de Penápolis, aceitou denúncia contra 35 pessoas por envolvimento no mesmo esquema. Ele manteve presas 17 pessoas, entre elas o ex-secretário de Saúde do município e coronel da reserva da PM Wilson Carlos Braz; e Nícolas Andre Tsontakis Morais, investigado por levar o esquema para o Pará, objeto da Operação SOS.

Cleudson Garcia Montali também virou réu nessa ação, acusado de liderar o esquema de desvios no comando de organizações sociais contratadas para gerir hospitais locais.

Os réus nesta ação penal são:

  1. ALINE BARBOSA DE OLIVEIRA
  2. ANDRÉ DE FREITAS
  3. ANDRÉ REBEQUI BISPO
  4. ANTÔNIO CARLOS DE OLIVEIRA
  5. CAMILA APARECIDA FREITAS G. ESCANHUELA DOS SANTOS
  6. CHISLANI CRISTINA BATISTA DA CUNHA
  7. CLÁUDIO CASTELÃO LOPES
  8. CLEUDSON GARCIA MONTALI
  9. CLEURER JACOB MORETTO
  10. DANIELA ARAÚJO GARCIA
  11. DANIELA BOTTIZINI
  12. EUNICE MASSON
  13. GILBERTO ADEMIR GRANJA
  14. GUILHERME APARECIDO DE JESUS PARACATU
  15. IVONE VALLE COCA MORALIS
  16. LIEGE TADA BATAGIM DOS SANTOS
  17. LUCIANA ARAÚJO LIMA
  18. LUCIANO ABREU OLIVEIRA
  19. MÁRCIO TAKASHI ALEXANDRE
  20. MÁRCIO TOSHIHATU TIZURA
  21. MAURÍCIO CARLO ZANLORENSI
  22. NICOLAS ANDRÉ TSONTAKIS MORAIS (NICHOLAS ANDRÉ SILVA FREIRE)
  23. OLAVO SILVA DE FREITAS ORLANDO VALENTIM BOTASSO JÚNIOR
  24. OSVALDO COCA MORALIS
  25. OSVALDO RAMIRO ALEXANDRE
  26. RAFHAEL VALLE COCA MORALIS
  27. SÉRGIO KIYPSHI TAKAHASHI HARADA
  28. VAGNER LUÍZ MIASSO
  29. WILSON CARLOS BRAZ
  30. JOSÉ ANTÔNIO FERREZ CHACON
  31. SÔNIA ERCI MUNHOZ BRAZ
  32. VILMA APARECIDA FERREIRA
  33. ROBÉLIO MENEGHETTI JUNIOR
  34. GENILSON JOSÉ DUARTE AMORIN
  35. MOISES CONSTANTINO FERREIRA NETO

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO