Justiça veta coluna de Cabral em jornal

O juiz titular da Vara de Execuções Penais do Rio, Rafael Estrela, determinou a suspensão das colunas de Sérgio Cabral escritas da cadeia para o jornal carioca O Dia, informa O Globo.

O pedido foi feito pelo MP-RJ, que temia o uso do espaço por Cabral para mandar recados a adversários ou aliados soltos. O juiz decidiu vetar as colunas até que seja dada uma decisão final sobre o caso.

Estrela também rejeitou pedido da defesa do ex-governador do Rio para que sua pena de 198 anos de prisão fosse reduzida em 218 dias.

Cabral pedira a redução em abril, alegando ter feito três cursos a distância (jardinagem/paisagismo, agropecuária e espanhol) e ter sido aprovado no Enem em 2017.

Seus comentários exibidos em destaque em O Antagonista, formando a comunidade dos leitores mais bem informados do Brasil. Leia mais

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. LLucia Maria Kretzmann disse:

    Acho absurda essa estória de diminuir a pena porque o condenado faz curso à distância e lê meia dúzia de livros na cadeia. Isso faz dele um sujeito mais honesto, por acaso? Balela...

Ler comentários
  1. AAndré Oliveira Santos disse:

    Não basta ser campeão na propina, Sérgio Cabral também quer ser campeão em remissão de pena.

  2. CCarmen Santerini disse:

    Ponto pra justiça. O mesmo deveria ser feito com todos os condenados, incluindo Lula.

  3. MMARCO BETTEGA disse:

    Quem Sou Eu para achar alguma coisa ainda mais com o judiciário deste país mas penso que presidiário em lugar nenhum do mundo teria direito e espaço para escrever coluna em jornal. Mas Esse sou eu.

  4. Paiva disse:

    Ué mais Luladrão pode ficar dando entrevistas a Vontade , depois ainda querem respeito , bandido é bandido qual a diferença de Cabral e Luladrão , dois bandidos.

  5. Mais4anosPerdidos disse:

    Por quê estão fazendo justiça com Cabral!?!? Por quê, não fazem justiça com Lula (sim, estão dando inúmeras regalias, alegando ser ex-presidente), Aécio, Pimentel e vários outros!?!?

  6. SturmGewehr disse:

    ué? as doutrina do garantismo (para direito dos manos e da nobreza), e o criminoso vítima da sociedade ainda não tomaram todo o judiciário? Pensei em jacobinos e guihotina chegando mas... não é

    1. a diferença está entre juízes de 1 grau (concursados) e indicados (STF - garantistas de ban.di.dos)

  7. Durval disse:

    Entrevistas, coluna, site de vendas...Presidiário deveria ser presidiário! Andou bem o juiz!

  8. Sword disse:

    Desconto de 218 dias do total de 198 anos? É prá rir? Ele, por acaso, acha que é Matusalém? Ainda que fossem abatidos 150 ANOS, ainda não faria sentido!

  9. Alex disse:

    Deve ter comprado os diplomas com o dinheiro do povo

  10. Péricles disse:

    Não sei como proibiram a coluna do Cabral. À pouco tempo, Dirceu tinha até notebook na cela.

  11. Marcelo disse:

    É uma república apinhada de corruptos que, a cada dia de suas longas penas, ficam pedindo "me solta, me solta, me solta!", achando que vão fazer com que a justiça só exista para eles.

  12. marcelo disse:

    Não vai poder dar aulas sobre corrupção ! rs.rs.rs.

  13. Alonzo disse:

    Que credibilidade tem um jornal,que publica matéria escrita de um ladrão?

  14. Pedro disse:

    Como seria a coluna de Cabral?? A corrupção como meio de vida - Parte 1...?

  15. Cida disse:

    Só no Brasil mesmo que um assaltante, corrupto, saqueador dos cofres públicos possui uma coluna em um jornal e ainda quer q acreditemos na imprensa kkkkkkk

  16. Edson disse:

    Deviam deixar ele escrever. Gostaria de ver os assinantes cancelarem sua assinatura em repúdio ao fato do jornal dar espaço a um ladrão.

  17. Zico disse:

    O Cabral ladrão precisa trabalhar lá cá cadeia para pagar a cama e a comida. Eu lhe daria um incumbência sem alternativa: LIMPAR BANHEIROS DE BANGÚ 8.

  18. Luiz disse:

    Como um jornal se presta a isto?! Dar voz a um presidiário!

  19. Fernando disse:

    Pode isso não..... Cabral tem o direito constitucional à trabalhar

    1. Não pode é ter crase antes de verbo no infinitivo Dr advogado