ACESSE

Justiça volta a censurar Palmares por texto crítico a Zumbi

Telegram

O juiz Renato Coelho Borelli, da 9ª Vara Federal Cível do Distrito Federal, mandou a Fundação Palmares retirar de seu site uma publicação que trata Zumbi como uma figura “moldada” por “marxistas” com objetivos “politiqueiros e esquerdizantes”.

Para o juiz, a instituição comete “explícita desconsideração da raça, cultura e consciência pretas”.

“A instituição federal cuja finalidade é a preservação dos valores resultantes da influência negra, ao fechar os olhos às diferenças raciais, descumpre seus deveres institucionais e sobretudo seu dever – como ente estatal – de respeitar o direito à identidade dos cidadãos.”

O juiz ainda impôs multa diária de R$ 1 mil caso a fundação não retire o texto do site.

Em maio, como publicamos, a juíza Maria Cândida de Almeida, da 9ª Vara Federal Cível de Brasília, também havia mandado a fundação retirar de seu site dois artigos que questionavam a importância histórica de Zumbi.

Leia mais: Por que eles saem da crise ganhando

Comentários

  • Nando -

    O material e registro histórico e vasto sobre o regime humilhante de escravidão que o PRÓPRIO zumbi impunha a certos afro descendentes que ele acolhia

  • Fabiola -

    Cadê a AGU para entrar com recurso contra a decisão de censura deste juiz?

  • EPAMINONDAS -

    JUIZADA MEDÍOCRE QUE NÃO ACEITA OS FATOS REAIS E VIVEM DE MENTIRAS. A VERDADE DÓI E DÓI MAIS PORQUE É DITA POR UM NEGRO, ACHO QUE ISSO SIM É RACISMO

Ler 55 comentários