Kalil defende fechamento: "Matar é pior do que roubar para ser eleito"

Kalil defende fechamento: “Matar é pior do que roubar para ser eleito”
Foto: Prefeitura de Belo Horizonte

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), defendeu o fechamento dos comércios para frear a pandemia de Covid-19.

Em entrevista a O Globo publicada nesta terça-feira (13), declarou:

“Você pensa: “ah, vamos abrir tudo pra todo mundo ficar satisfeito, aí eu vou ter o voto do cara que tá com ódio de mim, da academia, o outro do bar”. Vai ter uma hora que eu vou fechar o olho e deitar na cama. Com 61 anos, três filhos e quatro netas, pensar: “porra, matei 1 000 pessoas a mais pra ser eleito prefeito. Que tipo de cara que eu sou?”. Isso é pior que roubar. É matar. É pior que roubar, quer dizer, matei pra ser eleito”.

Kalil é candidato à reeleição, e o franco favorito nas pesquisas de intenção de voto.

No fim de setembro, BH e Palmas estavam empatadas em 2º lugar entre as capitais com menor taxa de mortes por Covid-19 por 100 000 habitantes. Apenas Florianópolis tinha uma taxa menor.

Rio de Janeiro, Recife e Belém tinham os piores índices.

Leia mais: Por que a escolha de Bolsonaro para o STF agrada a Renan, PT, PDT...
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 35 comentários
TOPO