Kassab fala em manter relação 'respeitosa e independente' com governo Bolsonaro

Kassab fala em manter relação respeitosa e independente com governo Bolsonaro
Foto: Cesar Itiberê/PR

O Planalto está ameaçando demitir membros do governo indicados por Gilberto Kassab, segundo o Valor, como registramos mais cedo. O movimento ocorre depois de o presidente do PSD levantar a possibilidade de Jair Bolsonaro ficar de fora do segundo turno da corrida presidencial de 2022.

Há pouco, Kassab divulgou uma nota na qual diz que, “qualquer que seja a relação que o governo queira ter com o PSD, continuaremos sendo respeitosos e independentes”.

A nossa causa é o Brasil e as nossas bancadas continuarão votando a favor, como têm feito, dos projetos que entendem serem bons para o Brasil. Queremos colaborar em ações que tragam melhorias no combate à pandemia, no aumento das vacinações e com políticas públicas que gerem emprego e desenvolvimento”, acrescenta o texto.

A nota também reforça a intenção do partido em ter candidatura própria no ano que vem.

“Não é porque teremos candidato a presidente nas eleições de 2022, como sempre deixamos claro, que vamos abandonar nosso compromisso com o Brasil.”

Hoje, o PSD tem o Ministério das Comunicações, com o deputado federal licenciado Fábio Faria — encarado pelo partido, porém, como da “cota pessoal” do presidente –, além de cargos em importantes autarquias e estatais, como a Funasa.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO