Kassio vota com Gilmar contra Lava Jato do Rio

Kassio vota com Gilmar contra Lava Jato do Rio
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Na estreia hoje na Segunda Turma do STF, Kassio Marques votou pela confirmação de uma liminar de Gilmar Mendes que soltou o promotor Flávio Bonazza e retirou o caso dele da Lava Jato do Rio de Janeiro.

“Segundo bem explicitado pelo relator [Gilmar Mendes], não ficou devidamente comprovado nos autos a existência de conexão derivada do interesse probatório entre os fatos imputados ao paciente e aqueles apurados na operação final cuja tramitação ocorre 7ª Vara Criminal, sendo portanto a Justiça Estadual a competente para julgar caso em questão”, disse na sessão.

Preso em fevereiro, Bonazza é acusado de receber mais de R$ 1 milhão da máfia dos transportes no Rio para arquivar investigações sobre empresários. Ele foi solto em março por Gilmar Mendes, que, na mesma liminar, entendeu que o caso não tem relação com a Lava Jato.

Hoje, a decisão foi confirmada com os votos de Kassio Marques e Ricardo Lewandowski. Edson Fachin votou contra a soltura e o envio do caso para a Justiça estadual. Cármen Lúcia votou a favor da soltura, mas pela manutenção do caso na Justiça Federal.

Leia mais: A Crusoé fiscaliza TODOS os poderes e, nesta semana, é a vez do Legislativo.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 122 comentários
TOPO