Kassio vota contra pedido para tornar injúria racial crime imprescritível

Kassio vota contra pedido para tornar injúria racial crime imprescritível
Reprodução/TV Justiça

Kassio Nunes Marques abriu divergência no Supremo e votou hoje contra um pedido para tornar imprescritível o crime de injúria racial, como é o racismo.

São crimes diferentes: o primeiro consiste em ofender alguém com elementos de raça, cor, etnia, religião, origem. O racismo é caracterizado por atos de discriminação, como barrar a entrada de alguém em algum lugar, negar emprego ou impedir o convívio social e familiar.

No caso em análise pelo STF, Kassio votou pela impossibilidade de punir uma idosa condenada, em 2013, por injúria racial, a um ano de reclusão. O caso ainda não transitou em julgado e o prazo da prescrição já ocorreu. O STJ, no entanto, negou o pedido e ela recorreu ao Supremo.

Para Kassio, só o Congresso poderia tornar imprescritível o crime de injúria racial e que há crimes mais graves que prescrevem, como feminicídio, estupro seguido de morte, tráfico de entorpecentes e tráfico de pessoas.

“Não vejo como interpretar-se extensivamente uma exceção feita pelo constituinte originário ao instituto da prescrição com base numa preocupação mais do que legítima, já acima exposta, na sociedade brasileira. A gravidade do delito não pode servir para que o Poder Judiciário amplie as hipóteses de imprescritibilidade previstas pelo legislador e nem altere o prazo previsto na lei”, disse.

Ele acrescentou que, se a regra fosse aprovada, não poderia retroagir para prejudicar um réu.

O julgamento, iniciado na semana passada, foi interrompido com um pedido de vista de Alexandre de Moraes. Ainda não há data para retomada.

Leia mais: A revista que fiscaliza TODOS os poderes e conta com os melhores colunistas do Brasil.
Mais lidas
  1. Huck 2026?

  2. Médica de Rondônia ri de intubação de pacientes

  3. Bolsonaro: leite condensado é para 'enfiar no rabo' da imprensa

  4. Bolsonaro contradiz governador do AM e alega que governo não foi informado de falta de oxigênio

  5. Mensagens de WhatsApp revelam que militares bolsonaristas perderam a chance de comprar vacinas

Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 16 comentários
TOPO