Kim pede que governo esclareça insinuação de compra superfaturada de respiradores por Mandetta

Kim pede que governo esclareça insinuação de compra superfaturada de respiradores por Mandetta
Foto: Reprodução/redes sociais

O deputado Kim Kataguiri (DEM-SP) enviou questionamentos ao secretário-geral da Presidência, Jorge Oliveira, sobre falas de Jair Bolsonaro a respeito de um possível superfaturamento na compra de respiradores na gestão de Luiz Henrique Mandetta.

Kim quer saber do que o presidente estava falando e a quem ele estava se referindo. Ele também perguntou a Jorge Oliveira se o ministro da Justiça, André Mendonça, que estava ao lado de Bolsonaro na hora da fala, tomou alguma providência sobre as suspeitas levantadas pelo presidente.

Em live na semana passada, Bolsonaro insinuou que o ex-ministro da Saúde, a quem chamou de “marqueteiro da Globo”, teria pago R$ 200 mil por respiradores que custavam R$ 30 mil.

“O que o marqueteiro falava para vocês? ‘Fica em casa. Quando faltar ar você vai para o hospital’. Para quê? Para ser intubado. Para ser intubado precisa de respirador. ‘Então vamos comprar rapidinho respirador. Custa R$ 30 mil? Vamos pagar R$ 200 mil’. Bem, vocês estão sabendo o que está acontecendo aí, não é isso?”, indagou Bolsonaro, virando-se para o seu ministro da Justiça, André Mendonça.

Em seu pedido de esclarecimentos, Kim justificou: “A notória gravidade das declarações do Excelentíssimo Senhor Presidente da Republica exige, de parte do mesmo, imediatos esclarecimentos; uma vez que é inadmissível a um agente político que ocupa o mais importante cargo do Poder Executivo, tendo conhecimento – segundo suas próprias palavras – da prática de delitos que colocam, ou colocaram, em risco a vida de milhões de cidadãos durante uma emergência de saúde pública, a qual permanece em vigência; bem como de crimes contra a Administração Pública; não aponte, de forma inequívoca, uma vez tendo convicções para tanto, quem seria seu autor, ou autores”.

Clique aqui para ler todas as perguntas.

Leia mais: O erro dos governadores na pandemia. Clique aqui para ler mais
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 57 comentários
TOPO