ACESSE

Laudo da PF indica que índio do Amapá morreu afogado

Telegram

Como publicamos hoje de manhã, o laudo preliminar do exame necroscópico feito por peritos da PF indica que causa da morte do índio Emyra Waiãpi, em julho, no Amapá, foi afogamento — e não em confronto com garimpeiros, no qual teria sido esfaqueado.

Não há dúvida sobre o afogamento em si.

Diz o comunicado da Polícia Federal:

“A PF ainda aguarda o laudo complementar toxicológico, com previsão de ser entregue em 30 dias, que tratará das amostras retiradas dos órgãos internos, encaminhadas ao Laboratório de Toxicologia Forense, cujo resultado servirá apenas para auxiliar na investigação das circunstâncias dos fatos, não interferindo, contudo, na conclusão pericial quanto à causa da morte por afogamento.”

É crível que o hacker Vermelho, um estelionatário, tenha roubado as mensagens da Lava Jato sem ganhar nada em troca? SAIBA MAIS

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 63 comentários