Lava Jato na publicidade

O diretor de Marketing da Petrobras, Wilson Santarosa, está no cargo desde 2003.

Ele é homem da CUT – como Lula, Delúbio Soares e João Vaccari Neto. E é ligado a José Dirceu – como Renato Duque.

A Lava Jato está esquadrinhando os roubos cometidos em pelo menos duas diretorias da Petrobras. O Antagonista sugere que os procuradores esquadrinhem igualmente as contas de publicidade da estatal.

Porque o dinheiro que entrou por meio de contratos superfaturados das empreiteiras saiu para financiar, entre outras coisas, a propaganda eleitoral.

Desde os tempos de Marcos Valério, sabemos que uma parte do dinheiro roubado pelo PT é remetida para contas de publicitários no exterior. Mais do que isso: sabemos que as empresas de propaganda tornaram-se instrumentos perfeitos para esquentar notas frias e lavar dinheiro.

A Lava Jato está fazendo um trabalho extraordinário. Para completá-lo, porém, ela tem de seguir o rastro da propaganda da Petrobras. Será muito útil para o inquérito e, em determinados casos, permitirá até mesmo fazer uma faxina na imprensa.

Santarosa e o dinheiro de publicidade da Petrobras

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200