Lava Jato processa multinacional do petróleo

Lava Jato processa multinacional do petróleo
Divulgação/Petrobras

Procuradores da Lava Jato em Curitiba apresentaram hoje à Justiça ação de improbidade contra a multinacional Trafigura, seus executivos, no Brasil e no exterior, e ex-funcionários da Petrobras.

Todos são acusados de lesar a Petrobras em ao menos R$ 198,43 milhões ao favorecer a empresa em operações de compra e venda de petróleo, entre maio de 2012 e outubro de 2013.

Segundo o MPF, a empresa pagou R$ 6,86 milhões de propina a ex-funcionários da área comercial da Petrobras — eles também são acusados de corrupção na Justiça criminal.

“Estima-se, de modo conservador, que essas 31 operações comerciais com a PETROBRAS realizadas graças aos acertos escusos permitiram que a TRAFIGURA enriquecesse ilicitamente em detrimento da estatal brasileira auferindo lucro bruto (gross profit) 14 de pelo menos US$ 37,3 milhões em valores históricos, ao revender para terceiros o óleo combustível adquirido da PETROBRAS, ou ao revender para a PETROBRAS o óleo combustível adquirido de terceiros, margem esta que poderia ter sido capturada pela estatal brasileira no mercado internacional caso as operações de compra e venda não houvessem sido ilicitamente direcionadas para a trading company em questão”, diz a ação.

Entre os ex-executivos da Petrobras, foram acusados Marcus Alcoforado e Jorge Rodrigues; Rodrigo Berkowitz, que também teria participado, delatou o esquema.

Da Trafigura são acusados Márcio Magalhães (representante no Brasil), Tim Waters (EUA), Andy Summers, José Larocca e Mike Wainwright (Suíça), além de seis empresas estrangeiras que fazem parte do grupo empresarial diretamente beneficiadas.

De cada um dos executivos e das empresas, o MPF pede bloqueio de até R$ 1 bilhão para garantir, em caso de condenação, o ressarcimento da Petrobras, pagamento de multas e indenizações em valores atualizados.

Leia mais: A revista que fiscaliza TODOS os poderes e conta com os melhores colunistas do Brasil.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 15 comentários
TOPO